Em live, prefeito recua e diz que Pirenópolis continuará fechada por tempo indeterminado

 em Covid-19, Destaque 4, Notícias de Pirenópolis

Em live, prefeito recua e diz que Pirenópolis continuará fechada por tempo indeterminado

Em uma live, na última sexta-feira,12, o prefeito de Pirenópolis, João Batista Cabral – João do Léo – afirmou que a cidade continuará fechada para o turismo.

O prefeito recuou das informações sobre uma possível data de abertura, divulgada recentemente em outra live, do dia 5, quando o então secretário de Turismo, Marcos Gomes, falou sobre a possibilidade de reabrir a cidade, gradativamente, a partir de 1º de julho.

João do Léo, em seu habitual tom de discurso, enfatizou que: “prefere ser culpado pelo desemprego de três mil, do que ser apontado como causador de uma morte”.

O debate na cidade

Tanto nas redes sociais quanto pelas ruas de paralelepípedos, a principal discussão entre moradores gira em torno da reabertura da cidade para os turistas.

Basicamente, aqueles que não dependem do turismo preferem manter a cidade fechada, contrariando os que vivem, indireta ou diretamente do setor; que lutam para a reabertura.

Pirenópolis continuará fechada por tempo indeterminado

No final da transmissão da live, o prefeito João do Léo voltou a parabenizar sua equipe a quem chamou de “Os Heróis de Pirenópolis”, e afirmou: “Pirenópolis vai ressurgir como a cidade mais segura de se visitar no Brasil. Precisamos saber o momento certo para flexibilizar, todos estão atendendo às nossas demandas. Quando acabar essa tempestade e tivermos 100% de segurança, poderemos reabrir, mas, para isso, toda a população tem que se adequar. Estamos indo para 90 dias de isolamento, 250 pessoas foram testadas e 5 deram positivo; todos eles foram curados em casa. Somos nós que iremos tomar as decisões de acordo com as nossas necessidades”.

A informação de que Pirenópolis continuará fechada por tempo indeterminado, foi confirmada horas depois pelo Dr. Luiz Fernando, que estava na live, em um grupo de WhatsApp para o trade da cidade.

O Turismo é o setor mais afetado da pandemia

Responsável por 8,1% do PIB, o Turismo no país, segundo a CNC (Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo), já perdeu R$ 62 bilhões desde 11 de março e deve demitir 295 mil trabalhadores formais em três meses. O Ministério do Turismo estima que 7 milhões trabalhem na área.

Em Pirenópolis, há quase 90 dias desde a quarentena, as demissões nos hotéis e pousadas, bares e restaurantes de Pirenópolis já são uma realidade.

Clique aqui para acompanhar novas informações sobre o COVID-19 na cidade.

Esse post foi útil para você?

Clique na estrela para votar!

Classificação média da publicação 4.4

Seja o primeiro a votar!

Já que gostou ...

Que tal nos seguir nas redes sociais também?

Qual sua opnião?

Prefeitura divulga possível data para reabertura do turismo em PirenópolisPrefeitura Municipal de Pirenópolis