Ruas que Compõe a História de Pirenópolis

 em Destaque 3, Dicas em Pirenópolis

“Pelas ladeiras tortuosas, lajeadas, veem-se as casas antiquadas uma a uma enfileiradas…”

Isócrates de Oliveira

ruas-que-compoe-a-historia-de-pirenopolis

Foto: De Mochila e Caneca

Que cada cantinho em Pirenópolis é lindo e cheio de encanto a gente sabe. Mas tem aquelas ruas que quase nos obrigam a parar para apreciar quando passamos por elas. São ruas que carregam cultura e histórias em riquíssima arquitetura colonial. Foram tombadas pelo IPHAN – Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional em 1990.

Antigos casarões, velhos muros de adobe, ruas de “pedrinhas” e postes lampiões com românticas luzes amareladas compõe a beleza e autenticidade da cidade. Parece cenário de filme. E não é à toa que filmes, novelas, comerciais de TV e fotos profissionais já escolheram as fotogênicas ruas de nossa cidade como cenário mesmo.

O encanto pode ser sentido a cada passo, e as belezas são infinitas. Vem com a gente neste passeio por algumas das ruas que compõe nossa tão querida cidade! Selecionamos também pontos bacanas para comprar, comer, beber e se divertir.

Rua Direita

Foi a primeira rua da cidade. Diferente do restante do Centro Histórico, seu calçamento é de bloquetes de concreto.  O cenário é composto pelo charmoso cinema da cidade, o Cine Pireneus, palco de diversos eventos e festivais; além de históricos casarões. Em um desses casarões, está o Museu das Cavalhadas, que conta a história da tradicional festa da cidade. Na rua você encontra também as principais pamonharias e casas de empadões, comidas típicas que não podem ficar de fora do roteiro turístico. Seguindo em direção contrária a Igreja, você encontra dois simpáticos becos, um faz ligação com a Rua Santa Cruz, e o outro com a Rodoviária. Calçados com pedras, muros de barro e flores… Singelos e encantadores os dois bequinhos, são sempre cenários de fotos de quem por ali se depara com eles.

Rua Aurora

Dizem que é a rua mais bonita da cidade, e não é atoa que leva esse título. A Rua liga a pracinha do coreto à Igreja N. S. do Bonfim. Assim como o restante do centro histórico, é formada por calçamento em pé de moleque e casarões, além de enormes e centenárias palmeiras imperiais. Quem passa por ali nos finaizinhos de tarde pode contemplar um belíssimo pôr do sol, com vista para o Morro do Frota. Na rua você encontra galerias de arte; o simpático Ateliê Vera Michels, artista local; os charmosos Pé di Café e Café Florinda; a Cervejaria Santa Dica que produz deliciosas cervejas locais; e a Gelateria Vallentine, que serve sorvete artesanal de altíssima qualidade!

Rua do Bonfim

A Rua do Bonfim liga a Igreja Matriz à Avenida que vai para as Cachoeiras. Na rua, vale a pena sentar no recém-inaugurado Divino Lounge Café, e apreciar um café com a belíssima vista da igrejinha N. S. do Bonfim. Ao longo da rua tem também diversas opções de restaurantes, geralmente as pessoas param por lá para comer antes ou depois de curtir o dia nas cachoeiras. Outros destaques vão para a tradicional sorveteria artesanal Colorê; A Piretur, loja de artesanatos de diversos artistas locais; O CAT, Centro de Atendimento ao Turista, entre diversas outras opções de agências de turismo, lojas e mercados.

Rua Ruy Barbosa, ou Beco do Anfilófio

Fica bem no centro da cidade, paralela à Rua do Lazer. Quem está a procura de presentes, arte, prata e artesanatos locais já sabe onde encontrar: na Rua das Lojinhas, como é popularmente conhecida. Na rua, além das diversas lojinhas vale a pena dar uma passadinha no Armazém da Rua, onde você encontra itens gastronômicos exóticos, queijos, castanhas, vinhos e cervejas especiais; e no Feira de Quintal, um local agradável para dançar um forrozinho pé de serra e curtir as noites com shows ao vivo e boa gastronomia.

Rua do Rosário

A Rua do Rosário é literalmente a Rua do Lazer, como é popularmente conhecida. Liga a Praça do Coreto à Igreja Matriz. Nos finais de semana, o trânsito de veículos é interrompido onde ficam os restaurantes,que colocam mesinhas na rua. O local é ponto de encontro para curtir a noite, comer, beber e dançar nos pubs, bares e restaurantes que lá se encontram. Entre eles, recomendamos:

O Dill, também conhecido como Seo Rosa, possui centenas de opções de rótulos de cachaças e licores para esquentar a noite na cachaçaria mais tradicional da cidade.

Aravinda foi o primeiro restaurante da rua, serve pratos da gastronomia regional, além vinhos e cervejas.

Rosário 26, Pub que serve um canecão de Chopp Heineken bem gelado acompanhado por comida árabe ao som de um bom rock.

Haikai Restaurante, pratos orientais e drinques especiais em um ambiente contemporâneo.

O Bacalhau da Biba, um riquíssimo antiquário que te leva de volta a outros tempos enquanto aprecia o melhor bacalhau da cidade.

Pizzaria Trotamundos, famosa por servir uma deliciosa pizza quadrada!

Maiale, serve o melhor da alta gastronomia Italiana além de badalados shows.

O Casa Aurora, é fechado aos sábados como balada e as noites são regadas por animado forró pé de serra.

A Confraria do Boxexa oferece um menu com diversos rótulos diferentes de cervejas especiais e drinques.

Crepiri, tradição quando falamos de crepes na cidade.

 

Fica aqui nossas dicas dessas ruas e pontos que são paradas quase que obrigatórias na cidade. Aqui, fique por dentro de outras dicas como esta.

 

Texto e publicação: Aurea Montero
Ruas que Compõe a História de Pirenópolis
4.6 (92%)

Comentários sobre Pirenópolis Qual sua opnião?

Comente usando o Facebook.