Conheça a história e o legado inestimável de Pompeo Christovam de Pina

 em Dicas em Pirenópolis, Pirenopolinidade
Leia em 4 minutos

Atualizado em 17 de junho de 2021, às 14:36

 Conheça a história e o legado inestimável de Pompeo Christovam de Pina

 

Com intuito de reviver fatos e personalidades importantes da nossa cidade e, dando segmento à prática de trazer o movimento #tbt (throwbackthursday, de volta a quinta-feira) para o site do Agita Pirenópolis, hoje, homenageamos uma figura marcante: Pompeo Christovam de Pina. 

Mais conhecido como Pompeo de Pina, este personagem ilustre nasceu em Pirenópolis no ano de 1934. Foi advogado, vereador, pesquisador, folclorista, historiador, fabriqueiro da Paróquia Nossa Senhora do Rosário e o maior defensor das causas e tradições pirenopolinas.

Uma das figuras mais importantes da Festa do Divino, foi imperador nos anos de 1952 e em 2014, mesmo ano de sua morte.

Conheça a história de Pompeo Christovam de Pina

Christovam Pompeo de Pina nasceu no dia 11 de junho de 1934, filho de Braz Wilson Pompeo de Pina e Noêmia. Era neto do Comendador Christovam de Oliveira, de quem herdou o ofício de fabriqueiro da Igreja Matriz. O fabriqueiro é responsável por cuidar e conservar os bens da Igreja Católica.

Foi casado com Maria Luíza Curado, com quem teve 7 filhos: Demétrio, Séfora, Aristófanes, Fabíola, Aspásia, Anastácia e Robson.

Como advogado, atuou na Comarca de Pirenópolis por muitos anos, tanto na área cível, quanto na área criminal. 

Tornou-se notável por seu envolvimento em diversas atividades culturais da cidade. Teve importante papel na contribuição com entidades como o Iphan nos processos de tombamento das igrejas e de outros prédios e monumentos seculares do município.

Ele chegou a montar um museu particular em um casarão pertencente à sua família na Rua Nova, onde funcionou a sede do primeiro jornal de Goiás: A Matutina Meiapontense

 Conheça a história e o legado inestimável de Pompeo Christovam de Pina

Foto: Adriano César Curado

O Museu da Família Pompeo foi inaugurado em 1962 e seu acervo contava com fotos, documentos, instrumentos, peças, jornais e outros, que contavam boa parte da história de Pirenópolis. Infelizmente, o museu foi fechado em 2014, após a morte de Pompeo.

 Conheça a história e o legado inestimável de Pompeo Christovam de Pina

Interior do Museu da Família Pompeu. Foto: Augusto Araujo.


Atuou como diretor de teatro e dirigiu, durante décadas, a tradicional Cavalhada de Pirenópolis. Como político, exerceu o cargo de vereador do município no início da década de 1970. 

Foi Membro Efetivo Fundador da Academia Pirenopolina de Letras, Artes e Música (APLAM) e Sócio-correspondente do Instituto Histórico e Geográfico de Goiás.

Em 2005, recebeu do então Governador Marconi Perillo, na Cidade de Goiás, Comenda da Ordem do Mérito Anhanguera. No ano seguinte, em 11 de novembro de 2006, recebeu no mandado do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, a Comenda da Ordem do Mérito da Cultura.

Festa do Divino

Seu maior marco foi, sem dúvida, na festa do Divino Espírito Santo. Quem não se lembra de ouvir a frase “Sai do campo mascarado” durante as Cavalhadas?

Pompeo narrou a festa mais famosa da cidade por vários anos. 

Em 2014, aos 80 anos, foi o imperador da festividade. Pompeo, que tinha diabetes, já estava debilitado por conta da doença, mas participou de todos os festejos. Recebeu os cavaleiros em casa e, em entrevista ao G1 Goiás, afirmou que esta era a maior alegria de sua vida.

Conheça a história e o legado inestimável de Pompeo Christovam de Pina

Foi tema do documentário Divino e Sua Corte. Os produtores do filme acompanharam Pompeu ao longo de seu reinado como Imperador.

O filme, lançado em 2019, conta com a direção de Gisela Maria e codireção e direção de fotografia de Eliane de Castro. O Divino e sua Corte foi produzido pela Angico Imagens, com coprodução da Flô Projetos e Tanalata Locações. 

Pompeo Christovam de Pina faleceu no dia 10 de dezembro de 2014 por complicações da diabetes.

Morte e Legado 

Seu velório ocorreu em sua residência, em Pirenópolis. A Coroa do Divino foi levada no cortejo fúnebre, da casa dele até a Igreja, onde aconteceu a missa de corpo presente, celebrada pelo Bispo.

 Conheça a história e o legado inestimável de Pompeo Christovam de Pina

A Missa de corpo presente de Pompeo de Pina reuniu centenas de pessoas

O enterro aconteceu às 17h10 do dia 11 de dezembro, onde foram soltos fogos, uma das  marcas registradas das nossas Cavalhadas.

O Centro Cirúrgico do Hospital Estadual Ernestina Lopes Jaime, inaugurado em 2017, leva o nome de Pompeo. 

Já são quase 7 anos sem essa figura que, se vivo, teria completado 87 anos na última semana. Seu legado, porém, não morre e segue enobrecendo a história de Pirenópolis. 

Conheça mais personagens e particularidades de Pirenópolis visitando a seção Dicas (clicando aqui), ou, siga nosso perfil no Instagram (@agitapirenopolis).

Para receber nossas postagens em primeira mão, participe do nosso grupo do WhatsApp, clicando aqui

 

Fontes: Blog Cidade de Pirenópolis, Página O Divino e Sua Corte e G1 Goiás. 

 

Esse post foi útil para você?

Clique na estrela para votar!

Classificação média da publicação 4.4

Seja o primeiro a votar!

Já que gostou ...

Que tal nos seguir nas redes sociais também?

Conta pra gente o que você achou sobre isto!

14 Lugares para você ir com crianças em PirenópolisDia do Cinema Brasileiro: Conheça a história do Cine Pireneus