Trabalhadores do Turismo marcam manifestação em Pirenópolis

 em Covid-19, Destaque 4, Notícias de Pirenópolis
Atualizado em
Prefeitura Municipal de Pirenópolis

Foto: Acervo do Agita Pirenópolis

 

Trabalhadores do Turismo prepararam para a manhã desta segunda-feira, 15, uma manifestação em frente à Prefeitura Municipal a partir das 8h, para pressionar o prefeito, João do Léo, a permitir a reabertura do turismo na cidade.

Em mensagem encaminhada a vários grupos de WhatsApp da cidade, incluindo do trade, os trabalhadores se organizaram para participarem do evento. Alguns empresários da cidade apoiaram o movimento e seus funcionários, enquanto outros preferiram manter o diálogo existente com a prefeitura, pois, segundo o próprio prefeito, a cidade só será reaberta para o turismo quando todos os treinamentos e protocolos estiverem sendo cumpridos.

Os empresários que apoiaram o movimento divulgaram algumas notas, como é o caso da senhora Mércia Crema – proprietária da Pousada dos Pirineus – que enviou a seguinte mensagem:

 

———-

 

Caros amigos e amigas ,

Dia 5 de junho houve uma reunião na Prefeitura de Pirenópolis, na qual o prefeito não participou , mas ficou definido pelos secretários de Cultura, Da Saúde e do Turismo que dia 16 seriam abertos os bares e restaurantes .

No dia 1 de julho abririam os hotéis e pousadas .

Diante dessa decisão , nós da Pousada dos Pireneus, começamos a nos preparar para cumprir os protocolos para essa abertura .

Como a Suspensão dos contratos de trabalho dos nossos 170 funcionários vence agora no dia 28 de junho , estávamos felizes pois ninguém seria demitido .

Porém, ontem houve outra reunião na prefeitura, na qual o prefeito João do Léo estava presente.

Os secretários de Cultura, Saúde, Turismo falaram , expuseram todos os procedimentos que seriam adotados para a abertura dos bares , restaurantes, hotéis e pousadas .

É evidente que todos que participavam da reunião entendiam que o que estava sendo dito era do conhecimento e concordância de todos .

Para a surpresa e constrangimento geral , para encerrar a reunião , o prefeito diz: PREFIRO 3.000 DESEMPREGADOS A UMA MORTE. A cidade não será aberta !!!
Uma decisão absurda, inesperada , estapafúrdia, sem nenhum sentido.

Pirenópolis teve 5 casos de contaminação e que já foram curados . A cidade tem todo respaldo de Anápolis, Goiânia e Brasília.

Não é somente o setor do turismo que mantém e impulsiona a cidade . O comércio também precisa muito do turismo .

Segunda vai haver uma manifestação de todos envolvidos nesse setor. Fomos contra manifestações anteriores pois havia um trabalho de parceria entre o setor de turismo e a prefeitura. Esse trabalho foi rompido pelo prefeito. Desta vez, somos favoráveis à participação na manifestação. Desde que de forma pacífica, com máscaras e com distanciamento.

Temos que nos movimentar para que vocês não sejam demitidos.
Essa é a última coisa que nós, os proprietários gestores da Pousada dos Pireneus queremos.

Mércia Crema.
Dalton Craveiro.

———-

 

A manifestação em Pirenópolis pede a reabertura do turismo na cidade

Empresários marcam manifestação em Pirenópolis

Em Pirenópolis, há quase 90 dias desde a quarentena, camareiras, garçons e outros funcionários da cadeia do Turismo passam por dificuldades financeiras.

As demissões nos hotéis e pousadas, bares e restaurantes tornaram-se uma realidade após a afirmação do prefeito de que a cidade continuará fechada por tempo indeterminado.

Segundo Mércia Crema, dona da Pousada dos Pirineus, o desemprego na cidade poderá atingir cerca de 10 mil pessoas se as atividades não forem retomadas.

Clique aqui para acompanhar novas informações sobre o COVID-19 na cidade.

Esse post foi útil para você?

Clique na estrela para votar!

Classificação média da publicação 4.4

Seja o primeiro a votar!

Já que gostou ...

Que tal nos seguir nas redes sociais também?

Qual sua opnião?

Em live, prefeito recua e diz que Pirenópolis continuará fechada por tempo indeterminadoPatrimônio histórico preservado em obras que ampliam o esgoto sanitário