Festa do Divino Espírito Santo perde seu maior ícone

 em Notícias de Pirenópolis

Atualizado em 11 de dezembro de 2014, às 17:02 , pelo editorial do site.

pompeu_pirenopolis

Na noite desta última quarta-feira, dia 10 de dezembro, Pirenópolis disse adeus para um dos seus maiores ícones, o advogado Pompeu Cristóvão de Pina.

Além de advogado e artista, Pompeu é considerado o maior defensor da cultura pirenopolina, papel o qual ele exercia muito bem. Foram 80 anos de muita dedicação para manter vivas as tradições de todo um povo.

Qual pirenopolino que durante a Festa do Divino Espírito Santo e as Cavalhadas nunca ouviu a famosa frase “saí do campo mascarado” acho que não tem né? Não temos dúvidas de que  essa é uma das nossas manifestações culturais que mais sentirá falta desse ícone.

[symple_spacing size=”20″]

Ele se foi, mas nos deixou um grande legado.

[symple_spacing size=”20″] [symple_divider style=”dashed” margin_top=”20″ margin_bottom=”20″]

Pompeu Cristóvão de Pina (Biografia)

Nascido na cidade goiana distante 150km de Brasília, o advogado Pompeu Cristóvão de Pina notabilizou-se pelo envolvimento em várias atividades culturais pirenopolinas. Ele chegou a montar um museu particular em um casarão centenário pertencente è sua família.

Pompeu de Pina teve importante papel na contribuição com entidades como o Iphan nos processos de tombamento das igrejas e de outros prédios e monumentos seculares do município. Por isso, na primeira gestão do governo do presidente Luís Inácio Lula da Silva (PT), ganhou o título de comendador cultural.

O advogado atuou como diretor de teatro e dirigiu, durante décadas, a tradicional Cavalhada de Pirenópolis. Como político, exerceu o cargo de vereador do município no início da década de 1970. Também presidiu a Conferência de Nossa Senhora do Rosário da Sociedade São Vicente de Paulo e era também membro da Academia de Letras Pirenopolina.

Fonte: Renato Alves
[symple_divider style=”dashed” margin_top=”20″ margin_bottom=”20″] [symple_spacing size=”20″]

enterro_do_pompeu_

O velório do advogado ocorreu em sua residência, em Pirenópolis. Por volta das 15h30 foi realizada uma Missa de corpo presente, celebrada pelo bispo. O enterro aconteceu as 17h10 desta quinta-feira, dia 11 de dezembro, onde foram soltos fogos que uma das  marcas registradas da nossa Cavalhadas.

[symple_spacing size=”20″]

 

Esse post foi útil para você?

Clique na estrela para votar!

Classificação média da publicação 5

Seja o primeiro a votar!

Já que gostou ...

Que tal nos seguir nas redes sociais também?

Qual sua opnião?