Ensino Remoto: O efeito do Covid-19 na educação mundial

 em Notícias de Pirenópolis, publi
Leia em 4 minutos

Atualizado em 9 de fevereiro de 2022, às 21:17

O efeito do Covid-19 na educação mundial: ensino remoto

A pandemia de Covid-19 trouxe mudanças drásticas no modo de vida de muitos jovens e adultos pelo mundo e uma das áreas mais afetadas por ela foi a da educação. A mudança do sistema presencial de ensino para o sistema de ensino remoto, ou pela internet, abriu espaço para diversas práticas diferentes como por exemplo o crescimento do ramo de TCC escritores profissionais, setor do mercado que oferece a venda de trabalhos de graduação prontos.

Aqui neste artigo, vamos descrever um pouco sobre o efeito que o Covid-19 causou na educação mundial, com suas principais mudanças e quais as perspectivas para esses próximos anos. Lembrando que é importante ficar atento em portais de notícias da sua região para saber sobre qualquer atualização na pandemia e sobre as futuras perspectivas, sendo que isso é algo que muda com muita rapidez devido a novas variantes do vírus.

A Covid impactou quase todos os estudantes do mundo inteiro, e muitas das escolas não tiveram estrutura para lidar com a transição para o modelo de ensino remoto. Isso fez com que muitos alunos perdessem anos importantes de sua formação, principalmente para estudantes em idade de alfabetização.

Ainda não é possível medir com precisão as consequências disso no futuro dessa geração, mas com certeza é algo que trará grandes impactos nos próximos anos. Para além daqueles que perderam totalmente o acesso, houve uma grande parcela que passou a ter ensino remoto. Isso, para alguns, dificultou muito o aprendizado, tanto por mudar o ambiente de estudo quanto pelo método de ensino, com professores que não estavam acostumados a usar a tecnologia dessa maneira e uma variedade de outros fatores que influenciaram na qualidade das aulas. Assim, os alunos tiveram que procurar alternativas para conseguir estudar melhor por conta própria, fora do ambiente escolar.

Para além disso, a Covid abriu espaço para mudanças permanentes no modelo de ensino, forçando a uma transição para o ensino remoto. Isso, por um lado, pode ser um auxílio par as alunos, com o uso da tecnologia para aproveitar melhor o tempo de aula. Por outro, acaba excluindo uma parcela da população que não tem recurso para acompanhar os estudos dessa maneira. Assim, uma questão importante a ser discutida é a estrutura necessária para que o ensino remoto seja eficiente e amplamente acessível.

Vantagens do ensino remoto

Além do já mencionado acesso a ferramentas que intensificam o aprendizado, o ensino remoto se mostrou um aliado em questões como o deslocamento entre a casa e a escola e o manejo do tempo. Estudantes que perdiam de três a quatro horas por dia com o transporte, por exemplo, estudando de casa não tiveram mais esse problema.
Assim, é possível considerar que o ensino remoto traz alguns benefícios aos estudantes. Como citamos, a facilidade de ferramentas para melhorar a qualidade da aula, assim como o transporte, são alguns deles. Outros pontos positivos que poderiam ser considerados são o aumento no número de estudantes por aula, por exemplo, e a própria mudança na rotina de estudos, que incentiva muito mais uma participação ativa do estudante.

Desvantagens do ensino remoto

Por outro lado, o ensino remoto implementado com urgência por conta da Covid deixou bem explícito quais são seus pontos negativos. É considerável a falta de estrutura, tanto dos alunos como dos professores, para lidar com esse modelo de ensino. Assim, essa transição acabou alavancando a disparidade do acesso à educação, dando mais privilégios a quem já possuía boas condições e deixando à margem aquela parcela da população mais necessitada.

Para além disso, muitos outros aspectos importantes da formação dos jovens estudantes foram negligenciados, como a vivência de um ambiente escolar, a interação com outros alunos, etc. São questões que, no momento de urgência que a pandemia trouxe, não puderam ser pensadas e acabaram impactando negativamente a vida dos estudantes.

Outro aspecto importante é que necessita atenção também é como o ensino remoto pode trazer uma maior precariedade à qualidade da educação. Com a substituição, por exemplo, de professores por robôs automatizados, o ensino remoto abre espaço para uma educação cada vez menos crítica e mais automatizada.

Mesmo dois anos após o início da pandemia e com muita gente já vacinada, continuam as dúvidas sobre o futuro da área e se as aulas voltarão a ser presenciais ou continuarão remotas.

Se formos fazer um apanhado geral das mudanças que a Covid trouxe para a educação, é possível considerar que essa transição do ensino presencial para o remoto é uma das principais. Há, claro, outras questões importantes, como aqueles que perderam o acesso completo à educação, mas mesmos essas giram em torno desse novo modelo de ensino que está tentando ganhar espaço.

Pode ser que haja benefícios em mudar o ensino do presencial para o remoto, mas é algo que precisa ser implementado com maior eficiência e melhor planejamento.

Alguns pontos, por exemplo, que precisam ser considerados antes que haja uma transição definitiva para esse modelo são: qualificação especializada para professores, capacitando-os a ensinar de maneira remota, oferecimento de computadores e internet para alunos que não têm condições de acompanhar as aulas, a melhora na cobertura dos sinais de internet em áreas mais distantes, principalmente áreas interioranas, etc.

São inúmeras questões que, por conta da urgência da pandemia, não tiveram espaço para serem discutidas ou sequer consideradas. De qualquer jeito, a pandemia trouxe essa nova visão para o ensino no mundo inteiro e é muito difícil que isso seja abandonado, mesmo que as coisas voltem ao normal e as aulas possam voltar a ser presenciais.

É necessário, então, aprender a lidar com esse momento de transição e fazer o máximo possível para que a maior quantidade de alunos seja contemplada e que a educação não perca seu papel fundamental na formação de um pensamento crítico dos alunos.

Considerações finais

Como vimos, há vantagens e desvantagens nos efeitos da Covid na educação mundial. Aqui, tentamos ter uma visão um pouco otimista sobre as consequências dessas mudanças, afinal, é necessário aprender a lidar com as alterações de maneira que os estudantes não percam mais anos importantes de alfabetização.

Acompanhe os números do Covid-19 em Pirenópolis.

 

Esse post foi útil para você?

Clique na estrela para votar!

Classificação média da publicação 5

Seja o primeiro a votar!

Já que gostou ...

Que tal nos seguir nas redes sociais também?

5 dicas fáceis para você não cair no golpe do falso sorteio no InstagramCarnaval em Pirenópolis 2022