Casa de Câmara, Cadeia e Museu

Casa de Câmara e Cadeia e Museu - Agita Pirenópolis

Foi construído em 1919 e é uma réplica do original que se situava ao lado da Igreja Matriz. Antes o edifício era usado como Casa de Câmara e Cadeia de Pirenópolis, e assim foi até 1999. Já em 2002 o prédio estava em péssimo estado, foi então que o IPHAN começou uma restauração e mudou completamente a estrutura interior do local.

Levou tempo para ficar pronto, só em 2007 o museu foi inaugurado. Nele é contada a história da festa do Divino Espírito Santo, uma das festas mais alegres e mais esperadas pelos pirenopolinos, que é comemorada desde 1819. É cobrada uma pequena taxa de visitação, de R$ 2,00, também para a manutenção.

Localização: Centro Histórico – Av. Beira Rio s/n.

[symple_divider style=”dashed” margin_top=”20″ margin_bottom=”20″]

Cine Pireneus

Cine Pireneus - Agita PirenópolisLocalizado na Rua Direita, o prédio Neoclássico, foi construído pelo padre espanhol Santiago Uchoa em 1919, para funcionar como teatro. Teve sua fachada alterada em 1936, para o estilo art-decô, de forma que ficasse mais condizente com a função de cinema a que se destinaria.

Depois de fazer uma parceria com o IPHAN (Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional) e com o Governo Federal, iniciaram-se as obras de reconstrução do edifício. A reconstrução teve inicio em 1999, sendo inaugurado em 23 de fevereiro de 2002. Atualmente é destinado a apresentações artísticas e encontros artísticos.

Mantêm-se aberto de Segunda a Sexta 09h às 18h, com agendamento. Sábado das 09h as 20h e Domingo das 09h as 15h.

Localização: Centro Histórico – Rua Direita.

[symple_divider style=”dashed” margin_top=”20″ margin_bottom=”20″]

Fazenda Babilônia

Fazenda Babilônia - Agita PirenópolisFazenda construída em 1800, por Joaquim Alves de Oliveira e tombada pelo Patrimônio Histórico e Artístico Nacional em 1965. Café sertanejo goiano, tudo apresentado de maneira rústica, caracterizando a fazenda do sec. XVIII.

Localização: Saída Sul – GO 431, 25 km (01 km de terra).

[symple_divider style=”dashed” margin_top=”20″ margin_bottom=”20″]

Igreja Matriz de Nossa Senhora do Rosário

Igreja Matriz de Nossa Senhora do Rosário - Agita PirenópolisÉ considerada como o maior e o mais antigo monumento histórico de Goiás. Construída entre 1728 e 1732 com recursos provenientes da mineração de ouro. Tombada pelo IPHAN em 1941, como patrimônio nacional e somente em 1997 passou por uma restauração significativa, com técnicas adequadas ás normas internacionais de preservação.

Em 5 de setembro de 2002, apenas três anos após o término da restauração, a Matriz pegou fogo, destruindo em poucas horas o que, a custo, preservou-se durante séculos. Sensibilizados pelas perdas, a sociedade se mobilizou para mais este desafio, reerguer as taipas e refazer esta santa casa, que tanto significa para a história do povo goiano.

Hoje a igreja realiza missas todos os domingos as  08:00 e ás 17:00, aberta também para visitação de segunda a segunda.

Localização: Centro Histórico – Largo da Matriz S/N.

[symple_divider style=”dashed” margin_top=”20″ margin_bottom=”20″]

Igreja de Nª Srª do Carmo e Museu de Arte Sacra

Igreja de Nª Srª do Carmo e Museu de Arte Sacra - Agita PirenópolisConstruída em 1750 a 1754 pelo abastado minerador Luciano Nunes Teixeira e seu genro Antônio Rodrigues Frota, para servir de capela particular dedicada, a princípio, a Nossa Senhora das Mercês.

Em 1868, foram feitas grandes alterações que a colocaram com a aparência semelhante da atual. E, em 1935, sua fachada foi reformada e alterada para o estílo art-decó.

Logo em 1976, por iniciativa do Sr. Pompeu Christovam de Pina, a igreja resgatou seu estilo colonial e iniciou-se o processo de transformação em Museu de Arte Sacra. Atualmente, a igreja-museu está aberta a visitação, cobrando o valor de R$ 2,00 por pessoa. O horário de funcionamento é de sexta a domingo das 08h00 às 12h00, retorna às 14h00 e vai até às 18h00.

Localização: Centro Histórico – Rua do Carmo S/.

[symple_divider style=”dashed” margin_top=”20″ margin_bottom=”20″]

Igreja de Nosso Senhor do Bonfim

Igreja de Nosso Senhor do Bonfim - Agita PirenópolisConstruída entre 1750 e 1754 por iniciativa do sargento-mor Antônio José de Campos, que em 1755 trouxe da Bahia, num comboio que contava com 260 escravos, a imagem que está no retábulo-mor, de Jesus crucificado, em talha de madeira e tamanho natural, estando concluída em 1754.

Até 2012, a igreja era usada para cultos esporádicos, casamentos e batizados, além de ser a única igreja do período colonial aberta a visitação pública sem taxação turística. Em 2012, a igreja passou por um processo criterioso de restauração quando foram descobertas e restauradas as pinturas originais das paredes e forro da capela.

Hoje, artisticamente mais rica, a igreja é aberta a visitação de quarta a segunda das 12h às 18h e cobra uma taxa de R$ 2,00 por pessoa. A igreja, apesar de ter sido reformada e restaurada com recursos públicos, é um edifício particular de propriedade da Diocese de Anápolis.

Localização: Centro Histórico – Rua do Bonfim, S/N.

[symple_divider style=”dashed” margin_top=”20″ margin_bottom=”20″]