Cicloturismo em Pirenópolis: uma opção de turismo sustentável

 em Destaque 2, Dicas em Pirenópolis
Leia em 2 minutos

Atualizado em 7 de maio de 2021, às 15:32

 

Cicloturismo em Pirenópolis: uma opção de turismo sustentável

Foto por: Mariana Caiado

 

O Cicloturismo é uma das formas mais sustentáveis e econômicas para se viajar. Também chamado de turismo sobre duas rodas, a modalidade ganha cada vez mais adeptos pelo Brasil, sejam eles ciclistas profissionais ou amadores.

Esse crescimento em grande parte se dá por conta da Pandemia do Covid-19. Em tempos onde se exercitar, manter distanciamento social e evitar lugares fechados são essenciais para a saúde, a prática se tornou uma ótima forma de viajar e se cuidar ao mesmo tempo.

Além de ter se tornado uma tendência no setor de viagens, a prática ainda é um meio de valorizar e proteger os patrimônios naturais.

Tipos de Cicloturismo

Existem duas formas básicas de se fazer cicloturismo. A primeira é a forma autônoma, onde os aventureiros levam tudo que precisam para a viagem, além de organizar por si mesmo o roteiro.

A segunda forma é o Cicloturismo com suporte, que é quando os viajantes contratam serviços de uma agência que ficará responsável pelo roteiro, hospedagem, alimentação e serviço de guia.

E, seja qual for a modalidade escolhida, opções de destinos brasileiros não faltam para quem quer viajar de bicicleta. Em Goiás, Pirenópolis é um dos lugares mais procurados para a prática, pois a localidade possibilita a integração entre aventuras, contato com natureza, desafios e experiências socioculturais inesquecíveis.

Cicloturismo em Pirenópolis

O Cicloturismo em Pirenópolis pode incluir desde roteiros dentro da cidade para iniciantes, quanto roteiros mais desafiadores nos entornos que incluem subidas aos morros e cachoeiras.

Na cidade, contemplar os belos casarões, igrejas e monumentos históricos é parte obrigatória no roteiro.

Já para os mais aventureiros, vale lembrar que a maioria das cachoeiras são locais privados onde é preciso ingresso antecipado para acessar ao local. Então mesmo que os ciclistas sejam adeptos do estilo autônomo, o planejamento e atenção a esses detalhes são primordiais. 

Uma boa dica de roteiro por aqui, é o trecho do Caminho de Cora Coralina que passa por Pirenópolis. A trilha turística, que também pode ser feita a pé, é um percurso idealizado em 2013, que liga cidades turísticas goianas. O caminho é todo sinalizado e ao longo do trecho, é possível conhecer cachoeiras, reservas ecológicas, fazendas, igrejas e cidades históricas, entre outros.

Para saber mais sobre a trilha clique aqui

Seja dentro ou no entorno da cidade, a proposta é se aventurar por novos caminhos e colher as experiências únicas que Pirenópolis tem a oferecer.

Fique por dentro de tudo que acontece na cidade visitando nossa seção Notícias (clicando aqui) ou, se preferir, siga nosso perfil no Instagram (@agitapirenopolis).

 

Fonte Agência Brasil e matéria “Cicloturismo em Pirenópolis: Novos caminhos, novas experiências” de Therbio Felipe na Revista Bicicleta.

Esse post foi útil para você?

Clique na estrela para votar!

Classificação média da publicação 3.7

Seja o primeiro a votar!

Já que gostou ...

Que tal nos seguir nas redes sociais também?

Conta pra gente o que você achou sobre isto!

Pousadas voltam a receber turistas aos finais de semana em Pirenópolis - Pousada VillaêConheça a história das tradicionais Igrejas de Pirenópolis Título