5 museus em Pirenópolis que você não pode deixar de visitar

 em Destaque 1, Dicas em Pirenópolis

5 museus em Pirenópolis que você não pode deixar de visitar


Por si só a cidade já é de se admirar, não é mesmo?
 Pela sua quantidade enorme de casarões e monumentos, todos seguindo a arquitetura colonial, quase um terço de Piri foi tombada pelo IPHAN como patrimônio histórico e cultural nacional.

Mas além disso, você também pode encontrar verdadeiros museus na cidade. Então se está passeando por aqui e gostaria de fazer um programa cultural com a família, amigos ou até mesmo sozinho, visitar nossos museus é uma ótima ideia!

Confira abaixo os 5 melhores museus em Pirenópolis:

 

1. Museu da Igreja Matriz de Nossa Senhora do Rosário

Construída originalmente em taipa-de-pilão entre 1728 e 1732, tombada em 1941 e localizada bem no meio do centro histórico. É o símbolo cultural mais marcante de Pirenópolis, e sabem o que mais? Foi considerada o primeiro e maior monumento histórico de Goiás!

Já foi reformada várias vezes em prol de sua preservação, inclusive, não sei se todos sabem, mas sofreu um grande incêndio em 5 de setembro de 2002, que até hoje não se sabe a causa. Muitos itens religiosos valiosos que ficavam expostos ao longo da igreja e altar, simplesmente sumiram… E enfim, foi toda reconstruída, bem mais simples do que era antes, mas ainda assim, maravilhosa.

Funciona normalmente, com todas as missas que tem direito. Os itens que sobraram do incêndio, hoje fazem parte do museu, que se encontra na parte de trás da própria igreja. Nele também está em exposição permanente o histórico de reconstrução da igreja após o incêndio, o cotidiano de Pirenópolis dos tempos antigos e a primeira obra de José Joaquim da Veiga Vale – a imagem de Nossa Senhora das Dores, de 1834. O museu abre aos sábados, domingos, segundas-feiras, quintas-feiras e sextas-feiras.

Endereço: Praça da Matriz, Centro Histórico, Pirenópolis – GO
Horário de funcionamento: À partir das 07h00 até às 17h00
Entrada: R$ 2,00
Telefone: (62) 3331-1012

 

2. Igreja de Nossa Senhora do Carmo e Museu de Arte Sacra

A igreja foi construída em 1750 por Luciano Nunes Teixeira, minerador, e seu genro Antônio Rodrigues Frota em devoção à Nossa Senhora das Mercês. No começo tinha o objetivo de ser usada só pela família de Luciano.

Em 1868 foi reformada conforme a arquitetura colonial e ficou muito parecida com a que vemos atualmente. Em 1935 a fachada foi modificada para o estilo art-decó, mas voltou a fazer parte do estilo colonial, com outra reforma, em 1976. Daí em diante, ela foi se transformando em Museu da Arte Sacra e neste meio tempo, só funcionou em ocasiões muito especiais.

Finalmente a igreja foi aberta e o museu inaugurado no dia 7 de outubro de 2009. No museu têm muitos objetos de culto, imagens de Nossa Senhora do Carmo, de Nossa Senhora do Rosário dos Pretos e da Boa Morte da Lapa, sinos, altares e também os túmulos dos construtores da igreja, Luciano e Antônio.

A igreja e o Museu estão abertos à visitação de quarta-feira à domingo, das 11h00 às 17h00 e também é cobrada uma pequena taxa de R$ 2.50 por pessoa, para a manutenção.

Endereço: Centro Histórico, Rua do Carmo, Pirenópolis – GO
Horário de funcionamento: À partir das 11h00 até às 17h00
Entrada: R$ 2,50
Telefone: (62) 3331-1012

 

3. Museu do Divino

É considerado um monumento do acervo histórico de Pirenópolis. Foi construído em 1919 e é uma réplica do original que se situava ao lado da Igreja Matriz. Antes o edifício era usado como Casa de Câmara e Cadeia de Pirenópolis, e assim foi até 1999. Já em 2002 o prédio estava em péssimo estado, foi então que o IPHAN começou uma restauração e mudou completamente a estrutura interior do local.

Levou tempo para ficar pronto, só em 2007 o museu foi inaugurado. Nele é contada a história da festa do Divino Espírito Santo, uma das festas mais alegres e mais esperadas pelos pirenopolinos, que é comemorada desde 1819. É cobrada uma pequena taxa de visitação, de R$ 2,00, também para a manutenção.

Endereço: Av Beira Rio, Centro Histórico, Pirenópolis – GO
Horário de funcionamento: À partir das 08h00 até às 17h00
Entrada: R$ 2,00
Telefone: (62) 3331-3763

 

4. Museu Rodas do tempo

5 museus em Pirenópolis que você não pode deixar de visitarAugusto Pires costumava consertar veículos antigos de duas rodas, os quais era apaixonado. Foi aí que surgiu o sonho de montar um museu com veículos desse tipo. Começou a montar uma coleção no Rio de Janeiro. A trouxe para Piri em 2009, já com o intuito de criar o Museu Rodas do Tempo, o qual foi inaugurado em outubro de 2010. O museu traz a sensação de se estar voltando no passado, quando todos essas motos e bicicletas clássicas tomavam conta das ruas. Pode-se imaginar quem foram os donos, por onde os veículos passavam e quais aventuras foram vividas naquela época tão charmosa.

Endereço: Av. Meia Lua, n 172 – Jardins Pireneus, Pirenópolis – GO
Horário de funcionamento: À partir das 9h00 até às 17h00, todos os dias
Entrada: Os valores das  entradas variam de acordo com o público:
Adultos: R$ 30,00; Idosos, estudantes, motociclistas, ciclistas e menores de 12 anos: R$ 15,00.
Telefone: (62) 3331-2487

 

5. Museu das Cavalhadas

O museu retrata as Cavalhadas, uma encenação entre os mouros e cristãos, representando a verdadeira batalha que houve na Europa há quase 1300 anos. As Cavalhadas fazem parte da Festa do Divino Espírito Santo.

No museu, são expostos ornamentos usados pelos cavaleiros, máscaras de boi, de onça, roupas coloridas, fotos, livros, cartazes e muitos outros objetos que fazem parte da festa. Ele já existe há 29 anos. Vale a pena conhecer para entender um pouco mais sobre a cultura pirenopolina.   

Endereço: Rua Direita, n 39 – Centro Histórico, Pirenópolis – GO
Horário de funcionamento: À partir das 10h00 até às 17h00
Entrada: R$ 2,00
Telefone: (62) 3331-1166

Aproveite nosso mapa (basta clicar) para localizar todos eles e, bom passeio! 😉

5 museus em Pirenópolis que você não pode deixar de visitar

5 museus em Pirenópolis que você não pode deixar de visitar
4 (80%)

Comentários sobre Pirenópolis Qual sua opnião?

Comente usando o Facebook.

Comentários sobre Pirenópolis Instagram Pirenópolis